A base genética das Fazendas Reunidas Santa Maria LTDA

Desde 1973, as Fazendas Reunidas Santa Maria LTDA promovem o melhoramento da raça Nelore no semiárido brasileiro. Com criatórios localizados nos municípios de Feira de Santana/BA e Iramaia/BA, e posteriormente com unidade de recria e terminação no Município de Jequitinhonha/MG, Ângelo Calmon de Sá criou um rebanho adaptado às intempéries deste bioma.

O seu foco sempre foi fornecer aos seus parceiros reprodutores capazes de serem rústicos e ao mesmo tempo precoces, dóceis e com boa habilidade materna. Animais, capazes de apresentar boa eficiência alimentar mesmo em situações difíceis. Ou seja, o gado Nelore do Nordeste!

Com base genética nas linhagens Karvadi e Everest vindos dos plantéis de Darwin Cordeiro e Tourinho de Abreu,o proprietário Ângelo de Sá deu início a construção e consolidação da marca Santa Maria (SM) no agronegócio brasileiro.

           

Em 1975, ocorreu a renovação do plantel Santa Maria por meio da aquisição de novos touros e matrizes Nelore. Com a incorporação do touro Parelho OB, de Ovídio Brito e matrizes provenientes dos criatórios OB e VR, as Fazendas Reunidas Santa Maria LTDA passou a aprimorar-se gradativamente. Tendo em vista a necessidade de promover melhorias no manejo a campo, a SM iniciou um árduo trabalho de Seleção Nelore Mocho. O que nos resultou inúmeras premiações e o reconhecimento nacional.

Porém, foi após o 1º Leilão 3B que as Fazendas Reunidas deram um grande passo no sentido de consolidar-se de vez na área de pecuária e seleção. Nesta ocasião foram adquiridos 19 animais, entre eles: Jogral e Almanaque. Nesta mesma época, recebemos Dhimã da Olhos D'Água, animal presenteado pelo nosso amigo e parceiro Betinho. Que por apresentar linhagem diferente (Taj), propiciou o choque genético que resultou em animais mais produtivos e com boa conformação.

Prepare-se para conhecer e adquirir esta genética com muita rusticidade, precocidade e fertilidade!

Seleção de Nelore e Nelore Mocho

Conciliar a produção de carnes nobres, em regiões tropicais e com preços acessíveis à população, depende de um sistema pecuário produtivo, eficiente e competitivo.

Pensando nisso, as Fazendas Reunidas Santa Maria, localizada na região do Semiárido Nordestino, possuem um criterioso trabalho de seleção capaz de promover o avanço zootécnico nos rebanhos Nelore e Nelore Mocho do país.

A parceria estabelecida pela Santa Maria e o Programa Nelore Brasil da Associação Nacional dos Criadores e Pesquisadores (ANCP/USP), tornou possível a utilização e seleção de animais mais produtivos em um menor intervalo de tempo, o que, quando associado aos nossos critérios de avaliação, faz com que tenhamos animais de altíssima qualidade.

Todos os bovinos da raça Nelore e Nelore Mocho produzidos pela Santa Maria são pesados, medidos e avaliados constantemente. Dados produtivos, como o peso ao nascer, peso na desmama, ganho médio diário (GMD), intervalos entre partos (IEP), taxa de prenhez, índice de natalidade, relação de desmama, idade ao primeiro parto (IPP), circunferência escrotal (CE) e outras informações, são constantemente avaliadas e arquivadas em nosso sistema.

Todos os nossos cruzamentos são realizados cuidadosamente, analisando bem as características produtivas, a genealogia e o desempenho a campo da progênie de cada reprodutor, o que confere à genética SM todo o seu sucesso!

Programa Nelore Brasil ANCP/USP

O Programa de Melhoramento Genético da Raça Nelore (PMGRN), hoje denominado como Programa Nelore Brasil, teve seu início em 1988 através da parceria criada pela Universidade de São Paulo (USP) – campus Ribeirão Preto e os criadores de gado Nelore: Cláudio Sabino Carvalho e Newton Camargo de Araújo.

           

Atualmente, o programa disponibiliza aos criadores de gado Nelore uma lista com DEPs (Desempenho Esperado na Progênie) para 28 características produtivas e o índice MGTe (Mérito Genético Econômico), sendo os dados avaliados em mais de 300 rebanhos brasileiros.

Com o avanço da tecnologia e do Melhoramento Genético, no ano de 2014, a ANCP passou a disponibilizar nos seus sumários DEPs Genômicas para 22 características, sendo obtidas por uso de marcadores moleculares. Essa tecnologia aumenta a confiabilidade da DEP para características reprodutivas e maternas, favorece o uso de animais mais jovens e com isso, há redução no intervalo entre as gerações.

Todos os nossos animais são avaliados pela Associação Nacional dos Criadores e Pesquisadores (ANCP/USP) e recebem uma classificação por percentil de acordo com os resultados obtidos pela metodologia dos modelos mistos, sob modelo animal que permite o uso das informações de Pedigree, dados de desempenho do próprio animal, da sua progênie e seus parentes.

A avaliação por percentil pode ser realizada de forma individual para cada característica de acordo com o interesse de cada produtor, ou o animal pode ser avaliado pelo TOP do seu Mérito Genético Econômico (MGTe), o que proporciona uma visão geral da produtividade de um animal dentro do rebanho em que ele está inserido, ou seja, quanto melhor for o desempenho de um indivíduo dentro da sua população, melhor será o seu TOP% em relação aos demais (valores analisados em ordem decrescente).

Certificação Global G

Desenvolvida pela parceria entre a ANCP e a Ecolog Consultoria Integrada, a certificação Global G tem por objetivo avaliar as propriedades associadas que apresentam alguma diferenciação quanto à qualidade dos seus dados.

Em Abril de 2011, a ANCP (Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores) concedeu às Fazendas Reunidas Santa Maria o certificado Global G2, referente a Melhoramento Genético.

A certificação é válida para as seguintes atividades:

• Evolução genética das características de Fertilidade e Habilidade materna;

• Correta identificação dos animais;

• Uso apropriados dos instrumentos de medição;

• Formação de lotes de manejo e treinamento dos funcionários para envio de dados.

im-Certificacao-Global-G

© 2017 Fazendas Reunidas Santa Maria

Top